19 de jul de 2012

Fresno - Infinito

O esperado clipe de "Infinito" acaba de ser divulgado pelo site G1! Não perca tempo e confira abaixo a matéria seguida pelo clipe:
Desde o surgimento do grupo, em 1999, o Fresno viu quatro integrantes pedirem as contas. Além da saída de músicos, o maior baque poderia ter sido o rompimento com a gravadora que fez o grupo consolidar a carreira, já bem pavimentada no cenário "hardcore emotivo porto-alegrense", definição sempre propagada por eles. À margem dos interesses do selo Arsenal (da Universal) e dispostos a serem autossustentáveis, romperam o contrato. Decidiram se assumir como banda independente.
O resultado das mudanças, segundo o vocalista Lucas Silveira, é um disco “épico” e “glorioso”, previsto para setembro. Os adjetivos presentes no discurso combinam com a produção do novo clipe, lançado nesta terça-feira (17) em uma sala de cinema do shopping Bourbon, em São Paulo. O investimento foi de aproximadamente R$ 100 mil - "não contabilizado para evitar o susto", diz Lucas. Os integrantes lançaram três balões para captar imagens do tal "infinito" descrito na música. Dois se perderam e um foi recuperado. É com ele que foram registradas as "imagens do horizonte", presentes no vídeo.
“Não tínhamos mais interesse na parceria e não éramos mais interessantes pra eles. Queríamos assumir a responsabilidade, a bronca. Agora, fizemos um som mais glorioso, épico, do jeito que a gente pensou, sem amarras." Eles contrataram uma produtora de filmes, uma consultoria de engenharia espacial que importou os aparatos e deu respaldo científico, e atores mirins encaram o papel dos músicos da banda na infância.
Em um segundo momento, o Fresno aparece e mostra que o sonho infantil de lançar um balão meteorológico com uma câmera e um GPS no espaço tornou-se realidade. “Sempre quis fazer esses experimentos. Quando compus a música ‘Infinito’, tive a ideia de mostrar o espaço com cenas inéditas. Queria tentar.”
Fã de aeronáutica
Para conceber o vídeo, Lucas uniu sua obsessão por aeronáutica com a música. A ideia, relata ele, era mostrar que problemas individuais ganham proporções menores quando inseridos no espaço. “É para motivar as pessoas, fazê-las sair de frente da televisão e correr atrás. A música é um ansiolítico para mim, sou assumidamente depressivo. Nada foi fácil, mas conseguimos. Era pra ser cinematográfico mesmo. Desde meus 15 anos, sonho e trabalho para ter minha banda. É uma relação infinita, é minha previdência, aposentadoria também. Não sei fazer outra coisa.”
Foram duas tentativas mal sucedidas até a brincadeira dar certo. O primeiro balão foi lançado em Brasília, set das filmagens, e caiu em um terreno militar. A produção conseguiu autorização para procurar, mas o GPS acusava uma área de risco, onde são feitos testes com projeteis, e não foi possível resgatá-lo.

Assista ao clipe da música Infinito:




Mirella Câmara - @psico_delicada 

Nenhum comentário:

Postar um comentário